PÔSTER DESTAQUE ICNIRS 2017 – Avaliação e Identificação de Manchas de Sangue em Cenas de Crime com Espectrômetro NIR Ultraportátil (MicroNIR – VIAVI)

Pôster Brasileiro feito pelo Departamento de Química Fundamental da Universidade Federal de Pernambuco é o 1º Destaque da Conferência Internacional sobre Espectroscopia de Infravermelho Próximo (NIR) de 2017.

São Paulo, 20 de julho de 2017 –  Concorrendo com mais de 400 pôsteres do mundo inteiro, o trabalho “Avaliação e Identificação de Manchas de Sangue em Cenas de Crime com Espectrômetro NIR Ultraportátil” feito pelos pesquisadores do Departamento de Química Fundamental e do Departamento de Engenharia Química da Universidade Federal de Pernambuco, em colaboração com a Polícia Federal, foi considerado o melhor trabalho da Conferência Internacional sobre Espectroscopia NIR (ICNIRS) de 2017, na categoria Pôster. Ocorrido nos dias 11 a 15 de junho, em Copenhague, o ICNIRS é o maior fórum do mundo sobre a Espectroscopia de Infravermelho Próximo (NIR).

A espectroscopia é uma técnica bastante utilizado para análises da estrutura química, grupos funcionais, ou composição de uma amostra. No caso da Espectroscopia NIR, o método se baseia na interpretação da absorção da radiação eletromagnética na região do infravermelho próximo.  Diferentes áreas têm a utilizado para identificar e classificar matérias primas, identificar adulteração e controlar a qualidade dos produtos. “A espectroscopia NIR é um método versátil, que tem a vantagem de permitir análises rápidas e não destrutívas.”, afirma Maria Fernanda Pimentel, doutora em Química pela Universidade Federal de Pernambuco e professora associada do Departamento de Engenharia Química da UFPE. “A miniaturização facilitou o uso da espectroscopia NIR em campo, ampliando ainda mais as possibilidades de aplicações, principalmente na área forense.”

O objetivo do estudo do Pôster vencedor do ICNIRS 2017 foi avaliar o uso da espectroscopia NIR para identificar e classificar manchas de sangue humano em cenas de crime, utilizando o espectrômetro portátil, MicroNIR. Fabricado pela empresa norte-americana Viavi Solutions, o MicroNIR é considerado inovador, diferenciando-se de outros espectrômetros por seu tamanho miniaturizado (similar a uma bola de golfe), transmissão de dados via Wi-Fi, monitoramento em tempo real e efetividade das análises.

Para realizar a avaliação e mensurar a efetividade do método espectroscópico (NIR) e do instrumento, foram construídos modelos de classificação utilizando um conjunto de espectros de manchas em diferentes tipos de pisos. Foram utilizadas três tipos de amostras (classes) : sangue humano, sangue de animais e  compostos que podem resultar manchas similares às de sangue, como ketchup, vinho tinto, batom e etc. Após a aquisição dos espectros, os pesquisadores usaram a técnica multivariada análise discriminante por mínimos quadrados parciais (PLS-DA) para  classificar os espectros coletados. Feita a classificação, é possível identificar a qual classe pertence a mancha, apenas encostando o MicroNIR na amostra.

José Francielson. Q. Pereira,  Carolina S. Silva,  Maria Júlia L. Vieira, Maria Fernanda Pimentel, André Braz, Ricardo S. Honorato

Autorização: ASTRO34

Preencha o formulário abaixo e receba o estudo completo, junto com mais informações do equipamento e orçamento:

Nome (obrigatório)

Empresa (obrigatório)

Cargo (obrigatório)

Telefone com DDD (obrigatório)

E-mail (obrigatório)

Aplicação/ Finalidade

Desejo receber:

OrçamentoVisitaLigação de um EspecialistaCatálogo/InformaçõesOutros

Interesse de Compra:

ImediatoDe 3 a 6 MesesDe 6 a 12 MesesAcima de um anoApenas Informações

Observação

Desejo receber novidades e materiais técnicos:

SimNão